Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
bencaosdedeus

#palavrasnocaminho – A condução

A CONDUÇÃO

“Então eu lhes disse: Não fiquem apavorados; não tenham medo deles.
O Senhor, o seu Deus, que está indo à frente de vocês, lutará por vocês, como fez no Egito, diante de seus próprios olhos. Também no deserto vocês viram como o Senhor, o seu Deus, os carregou, como um pai carrega seu filho, por todo o caminho que percorreram até chegarem a este lugar.
Deuteronômio 1:29-31

bencaosdedeus

No livro de Êxodo, no capítulo 1 a Bíblia descreve que aquela família israelita, a família de Jacó, que teria seu nome mudado por Deus para Israel, bem como seus doze filhos, deram origem às doze tribos da nação de Israel. Depois de quatrocentos anos, a família de Jacó que já estava no Egito, começou a sofrer perseguições, sendo hostilizada, a partir do surgimento de um novo rei nesta nação. A família inicialmente pequena no Egito, com aproximadamente setenta pessoas (Êxodo 1:5), havia se multiplicado de tal forma neste país, que preocupou sobremaneira o novo rei do Egito, que os submeteu à escravidão, bem como serviços forçados.

O extraordinário crescimento da família de Israel no Egito é uma prova inequívoca de que Deus abençoou sobremaneira os descendentes de Abraão, conforme às promessas dadas num passado longínquo ao grande patriarca do povo israelita que eles iriam se multiplicar e se tornariam um povo numeroso. O Senhor transformou uma pequena família de doze filhos e uma filha, em uma nação que conquistaria a terra prometida, a terra de Canaã.

 A Bíblia descreve que o faraó do Egito começou a ficar muito preocupado com a multiplicação daquele povo israelita em suas terras, e então começaram a mudar as regras sobre os mesmos, aumentando tributos, tornando-os escravos. Apesar das perseguições no Egito, o povo israelita experimentou as misericórdias de Deus sobre eles, pois eram filhos da promessa dada para Abraão de que se multiplicariam como nação. Quanto mais os egípcios perseguiam os israelitas, mais eles se multiplicavam, pois estavam debaixo das bênçãos de Deus.

maturidade2

Posteriormente, conseguiram se libertar dos egípcios, peregrinando por quarenta anos no deserto, até chegarem na terra prometida, a terra de Canaã.  O texto acima de Deuteronômio, capítulo 1, narra os cuidados de Deus por Israel , quando Deus lutou para eles poderem ficar livres do faraó egípcio, sendo conduzidos por Moisés para fora daquele país, bem como descreve que no período de deserto, Deus os conduziu não deixando faltar alimento diário para eles e permitindo que uma nova geração de descendentes daquela família de Jacó (Israel) e seus doze filhos pudessem agora, cumprindo às promessas dadas no passado a Abraão, chegarem à terra de Canaã, a nova terra dada por Deus para aquela nação.

Interessante que o período no deserto poderia ter se cumprido em pouco mais de duas semanas, já que a distância do monte Horebe (outro nome do Monte Sinai, (Dt 4.10,15; Êx 3.1)) até Cades-Barnéia era muito pequena, porém Deus permitiu que eles ficassem peregrinando por aquele mesmo lugar por quarenta anos, por causa da descrença e da desobediência do povo.

compartilharoevangelho

Algumas aplicações possíveis para esta saga do povo israelita até chegar a terra prometida, com nossas vidas e famílias no século XXI:

1. Deus sempre escolheu famílias para poder conduzir.

Na criação do mundo, Deus formou a primeira família na terra, a partir de Adão e Eva. Num passado longínquo Deus escolheu Abrão e Sarai para se tornarem pais da nação israelita, apesar de já estarem em alta idade e não terem filhos, mas Deus os tornou férteis e eles abençoados por Deus geraram descendentes que deu origem ao povo de Israel que ficou por quatrocentos anos no Egito, e posteriormente peregrinou quarenta anos no deserto, até chegarem a terra de Canaã.

2. Deus está escolhendo a sua vida e a sua família para poder conduzi-los em amor.

Deus deseja aplicar seus cuidados, suas preciosas bênçãos, como fez com o povo de Israel em você e sua família. Deus carregou aquele povo no deserto como um pai carrega um filho em seu colo, até eles poderem chegar numa terra abençoada. Deus deseja conduzir a sua vida para uma vida melhor. Aquele povo endureceu o seu coração muitas vezes no Egito e no deserto, desta forma retardaram as promessas de Deus sobre suas vidas, porém Deus tinha um propósito para eles que não poderia ser esquecido, feito para Abraão no passado, e este povo recebeu a bênção prometida anteriormente.

3. Fazendo parte da família de Deus, por meio de Jesus Cristo.

Quando cremos em Jesus Cristo e seu sacrifício em nosso favor, passamos a fazer parte da família de Deus (João 1:12-13; Gálatas 4:4-5).

Deus quer mudar a história de sua vida e de sua família, como fez com a nação israelita, quer conduzi-los para uma vida abençoada, onde você e seus descendentes poderão sentir o cuidado do Senhor sobre suas vidas, como o povo de Israel no passado sentiu, sendo carregados pelo próprio Deus, sendo conduzidos por Deus de uma situação de deserto e fragilidade, para uma terra que fornecia para eles leite e mel, uma terra abençoada.

familia-de-deus

Reflita: Não tenho nada a perder. Se crer em Jesus, segui-lo, certamente estarei mudando o curso de minha história de vida, pois Cristo me unirá a Deus Pai, farei parte da família de Deus, da família que poderá receber as promessas vivas do Senhor sobre meu lar. A visão que tinha deste mundo se transformará, percorrerei momentos de deserto em minha vida, porém Deus estará me conduzindo, e, eu os superarei, percorrei momentos de felicidade também, com a presença de Deus em minha vida e minha família. Desfrute Deus nesta existência. Ele está sempre pronto a abraçá-lo, a recebê-lo como filho e transformará seu viver, conduzindo você e sua família:- por caminhos de paz, amor, justiça, proteção, segurança e esperança.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *